Mulher-Maravilha da série clássica revela que sofreu assédio no set

Lynda Carter, a primeira atriz a interpretar a Mulher-Maravilha na TV, contou a própria história de assédio em entrevista ao site Daily Beast. A antecessora de Gal Gadot no papel da heroína revelou que um cameraman fez um buraco na parede de seu camarim dos estúdios Warner na época das gravações de Mulher-Maravilha. O voyeur foi descoberto, demitido, e o nome dele ficou “manchado” no meio.

Pantera Negra: Black Sabbath e Pantera lançam camisetas temáticas

No entanto, esse não foi o único caso que Lynda Carter sofreu. A atriz não quis revelar o nome do seu assediador, mas disse que ele já enfrenta problemas na justiça por outros casos semelhantes, e não descartou formalizar denúncia.

Por que nós, mulheres, mentiríamos sobre algo assim? Eu acredito nas denúncias”, disse a atriz.

Questionada se o assediador dela já recebeu alguma punição, a atriz foi enfática:

Bem, seja lá qual tenha sido ela [a punição], ainda não foi o bastante”, finalizou Lynda Carter.

Fonte: Observatório do Cinema