Livro biográfico do Planet Hemp será lançado em 2018

A trajetória do Planet Hemp vai ser  explorada em um novo livro biográfico, programado para chegar às prateleiras das livrarias ainda no primeiro semestre de 2018. O anúncio da biografia acontece quando se completam 20 anos do histórico dia (9 de novembro de 1997) em que a banda carioca foi presa, durante um show em Brasília, acusada de fazer apologia ao uso de maconha. A prisão do Planet Hemp, àquela altura, transformou-se em um marco na luta pela liberdade de expressão e teve vasta repercussão pelo país.

O novo livro vai ser assinado pelo jornalista e escritor Pedro de Luna e vai ser publicado pela editora gaúcha Belas Letras. A biografia do Planet Hemp ainda não tem título, mas conta com depoimentos exclusivos de integrantes (entre eles Marcelo D2 e BNegão), ex-integrantes (como Black Alien), membros da equipe, outros músicos com quem trabalharam, figuras do mercado e da imprensa, entre outros. O livro ainda traz cartazes, flyers, clipagens de revistas e jornais, credenciais, colagens, artes oficiais dos discos e singles promocionais.

O livro narra a formação do grupo e o lançamento do primeiro disco, Usuário, com foco especial no período entre 1995 e 2002, antes da primeira pausa nas atividades. De certa forma, a obra se relaciona com o filme biográfico Legalize Já, com previsão de lançamento para ainda este ano e que narra a gênese do Planet Hemp a partir da amizade entre Skunk – falecido integrante fundador do grupo – e Marcelo D2.

Fonte: Rolling Stone