Keith Richards diz qual foi o vício mais difícil de largar

Recentemente, Keith Richards falou sobre seus vícios, e qual foi (ou está sendo) o mais difícil de largar. Surpreendentemente, ele revelou que abandonar a nicotina é muito mais trabalhoso que largar a heroína. “Eu já tentei. Até agora não consegui”, afirmou. “Lou Reed já havia dito que é mais difícil parar com a nicotina que com a heroína. E é mesmo”, acrescentou o guitarrista dos Rolling Stones.

+ Led Zeppelin lança linha de tênis para celebrar o aniversário de 50 anos da estreia

Ele também fez uma comparação: “Largar a heroína é como um inferno, mas um inferno curto. O cigarro está sempre ali, e você sempre fumou. Simplesmente pego um e acendo, sem nem perceber.” Apesar da dificuldade, ele falou que conseguiu, pelo menos, diminuir. No fim do ano passado, Richards contou também está parando de beber. “Já faz um ano”, contou o músico. “Eu parei. Me cansei disso.” Mas, admite que, às vezes, ainda bebe “uma taça de vinho, ou uma cerveja”. É um grande passo para alguém cujo hedonismo era uma parte fundamental do mito construído a sua volta. “Era a hora de sair”, confessa. “Assim como todas as outras coisas”, conta.

Fonte: Rolling Stone