Karl Lagerfeld morre aos 85 anos

Karl Lagerfeld, designer de moda alemão e um dos maiores ícones do mundo da moda, morreu na manhã desta terça-feira (19), em um hospital de Paris. Ele tinha 85 anos e, segundo a revista Purepeople, ele deu entrada em um hospital de Paris nesta segunda-feira (18) em uma internação de urgência. A causa da morte ainda não foi anunciada. De acordo com a agência Reuters, uma fonte da Chanel confirmou a morte do designer, embora a empresa ainda não tenha feito nenhum comunicado oficial em suas redes sociais. Segundo a publicação, a saúde de Karl já causava preocupações há algumas semanas. O diretor artístico da Chanel chegou a faltar em um dos desfiles da marca em janeiro. Em comunicado, a Chanel informou na ocasião que o motivo da ausência de Karl era “apenas cansaço”.

Rocketman | Taron Egerton canta ‘Tiny Dancer’ em vídeo de cinebiografia de Elton John

Lagerfeld começou o trabalho na moda como freelance em 1964 para casa de moda francesa Chloé. Em 1970, também iniciou uma colaboração para a Curiel. Anos depois, entrou com um projeto ao lado da marca italiana Fendi. Na mesma época, também trabalhou como figurinista para produções teatrais. O designer de moda foi nomeado diretor artístico pelo conjunto de suas coleções de alta costura, prêt-à-porter e acessórios da casa Chanel em 1983. Durante uma entrevista, em 2013, Karl afirmou que “elegância não tinha nada a ver só com roupas.

Se você é uma pessoa elegante, você é elegante em jeans e camiseta. Se você não é, você fica vulgar em jeans e camiseta. É uma questão de atitude”, opinou na ocasião.

Além de seu talento na moda, Karl também era conhecido por seu humor ácido. Em 2012, por exemplo, ao falar sobre a cantora Adele, ele disse que ela “era um pouco gorda demais, mas tinha um lindo rosto e uma voz divina”. Em maio de 2018, o estilista alemão, que vivia em Paris, ameaçou abandonar a cidadania alemã e disse odiar Angela Merkel.

Fonte: G1 | Foto: Gonzalo Fuentes