James Bond | Rami Malek recusou interpretar caricatura de árabe terrorista

O ator Rami Malek revelou que, antes de aceitar o papel no próximo filme da saga de James Bond, exigiu que o seu personagem não fosse um vilão, no caso, um terrorista, que “refletisse uma ideologia ou religião”. O vencedor do Oscar de Melhor Ator de 2019, após  por interpretar o astro Freddie Mercury em Bohemian Rhapsody, explicou que não queria que sua origem egípcia fosse usada para que o personagem dele virasse uma “caricatura”.

Eu disse ‘se esta é razão de eu ser sua escolha, então não poderá contar comigo’. Mas claramente não era essa visão. Ele é um terrorista de um tipo completamente diferente”, comentou o ator sobre a relação com o diretor Cary Fukunaga.

+ Metallica não para de tocar ‘Master Of Puppets’ mesmo com chuva torrencial; vídeo

Ligado às suas raízes, Rami Malek, de origem imigrantes e egípcia, disse que cresceu ouvindo música egípcia.

Sou apaixonado e intimamente ligado à cultura egípcia. É a combinação de quem eu sou”, revelou Malek.

Fonte: Rolling Stone | Foto: Evan Agostini