Investigação constata que B.B. King morreu de causas naturais

Os médicos legistas responsáveis por fazer a autopsia do corpo de B.B. King constataram que o músico morreu de causas naturais e que não havia qualquer sinal de veneno no corpo de King quando ele faleceu, dia 14 de maio. A investigação foi realizada após as filhas dele denunciarem que o pai teria sido assassinado.

De acordo com o que o legista John Fudenberg disse à Rolling Stone Estados Unidos, o Mal de Alzheimer foi o principal fator da morte do bluesman, sendo que a diabetes tipo 2 e falhas de funcionamento no sistema circulatório, no coração e no cérebro também contribuíram.

Segundo o The Guardian, a empresária LaVerne e os 11 filhos sobreviventes de King disputam o espólio do músico, que está sob controle dela. Membros da família garantem que LaVerne tem em seu poder R$ 5 milhões, dos quais R$ 1 milhão teriam desaparecido recentemente.

Fonte: Rolling Stone

Fer Machado

Diretor Artístico Rádio UCSfm