Gravadora ‘Cash Money’ processa Jay Z e Tidal em US$50 milhões

O rapper Bryan ‘Birdman’ Williams, proprietário da gravadora Cash Money, está processando Jay Z e o Tidal, serviço de streaming do qual ele é dono, em US$50 milhões por disponibilizar na plataforma ‘Wayne Free Weezy’, álbum lançado por Lil Wayne em 2015.

De acordo com Birdman, a Cash Money detém exclusividade sobre os direitos das músicas de Wayne. Segundo o processo, Lil Wayne cedeu o material do álbum em troca de ativos do Tidal. Conforme o site TMZ, que teve acesso ao contrato de Wayne com a Cash Money, o rapper não tem direito de licenciar a própria obra para nenhuma empresa sem que a gravadora seja consultada antes.

Atualmente, o músico e a gravadora se enfrentam na justiça para que essa cláusula seja anulada.

Fonte: Rolling Stone

Fer Machado

Diretor Artístico Rádio UCSfm