Gilberto Gil evoca o mundo maravilhoso de Louis Armstrong em novo single

Em 1967, a voz rouca do cantor e trompetista norte-americano de jazz Louis Armstrong (1901 – 1971) propagou em escala planetária, em gravação lançada em single, as boas vibrações da balada pop What a wonderful world, composição então inédita de autoria de Robert Thiele (1922 – 1996) e George David Weiss (1921 – 2010). Decorridos 51 anos, Gilberto Gil evoca – com canto também rouco – a interpretação de Armstrong em gravação inédita de What a wonderful world lançada nesta terça-feira (25). O tom da gravação é suave, condizente com a vibe zen da letra que se ajusta com perfeição ao espírito natalino. Confira:

‘La Casa de Papel’ é a série mais buscada no Google pelos brasileiros

Fonte: G1 | Foto: Caio Esgario