Fãs repudiam altos preços nos ingressos dos shows do Muse no Brasil

Os integrantes do fã-clube brasileiro do Muse anunciaram que não comprarão ingressos para os shows do grupo no Rio e em São Paulo, nos dias 22 e 24 de outubro, em repúdio aos valores cobrados. Na quarta-feira (27), o MuseBR (o maior fã-clube do grupo no mundo),  divulgou uma nota em que critica os preços, de até R$ 700, considerados abusivos. A  pré-venda exclusiva para o fã-clube foi aberta ontem (27), e dura até às 20h de quinta. O público geral terá acesso às entradas a partir do dia 1º de junho. Os ingressos variam entre R$ 250 (cadeira) e R$ 700 (pista Premium) no Rio, onde o show será no HSBC Arena. Em São Paulo, os preços vão de R$ 220 (cadeira) a R$ 650 (pista Premium) no Allianz Parque. Os fãs se queixam ainda da cobrança de R$ 300 extras para entrar uma hora mais cedo nas casas de show.

O fã-clube compara o preço do ingresso mais caro no Rio ao valor do salário mínimo nacional, que é de R$ 788, e afirma que é preciso “gastar um valor que não está de acordo com a média brasileira”. “O ingresso de pista Premium não será para os maiores fãs, e sim os mais ricos”, contestou o MuseBR no texto.

A intenção dos fãs é fazer a reclamação chegar ao conhecimento da banda. O MuseBR se indignou com a contradição entre os ingressos e as letras do Muse que chamam “atenção para a própria falta de limites do capitalismo”.  Veja a íntegra da nota do fã-clube.

Fonte: O Globo