‘Façam como em uma igreja’, diz Childish Gambino ao sugerir que fãs guardem celular em show

No show que fazia parte do Festival Splendour in The Grass, na Austrália, o cantor Childish Gambino, alter-ego musical de Donald Glover, pediu para que o público guardasse os celulares e vivessem o momento.

+ Duo Léo Ferrarini e Pedrinho Figueiredo faz show em Caxias

Eu tenho duas regras. Regra 1: Me amar e se amar. Regra 2: Guardem os seus celulares, vocês não precisam compartilhar isso com ninguém que não está aqui. Essa apresentação é para nós, façam como em uma igreja”, disse o músico.

Em outro show recente, também na Austrália, Gambino já havia pedido para que as pessoas se desligassem do mundo da tecnologia e vivessem a experiência além da tela. Gambino não é o único cantor que adotou a ideia de abolir celulares durante os seus shows. Jack White revelou recentemente ter uma aversão aos aparelhos telefônicos e proibiu o uso durante as suas apresentações. O músico alega que esse costume quebra a relação direta entre ele e o público. Outro músico que polemizou com a tecnologia foi Rob Halford, vocalista do Judas Priest, que chutou o celular da mão de um fã que estava na primeira fileira de um show dos caras. O cantor ficou irritado porque o fã estava gravando a apresentação e o aparelho estava com o flash ligado, atrapalhando a performance dele.

Fonte: Rolling Stone | Foto: John Salangsang