Debilitado por Parkinson, guitarrista do Judas Priest não fará mais turnês

O Judas Priest é um dos pilares do heavy metal e a dupla de guitarristas Glenn Tipton e K.K. Downing ajudou a moldar o som do estilo nas décadas de 1970 e 1980. A banda já havia perdido Downing em 2011, por decisão pessoal, e agora é Tipton quem vai desfalcar o Judas Priest. Em um comunicado, os ingleses informaram que ele tem a doença de Parkinson, e que não poderá mais participar das turnês. Na nota divulgada pela banda, Tipton explica que ainda faz parte do Judas Priest, mas em outro papel, já que não consegue mais tocar todas as músicas e fazer longas viagens para os shows.

+ Baterista do Guns N’ Roses planeja turnê solo dos 30 anos de ‘Appetite For Destruction’

Dez anos atrás, Glenn (Tipton) foi diagnosticado com estágio inicial do Parkinson. Desde então, ele tem vivido sua vida de sempre como um dos grandes guitarristas do mundo, mantendo seu padrão de qualidade e de performance”, diz o comunicado.

O grupo está prestes a lançar Firepower, o primeiro disco em quatro anos, que vem empolgando os fãs com seus singles, mais pesados e rápidos do que a banda vinha executando. Glenn está com 70 anos e participou de todos os discos do Judas Priest. Os riffs e os duetos de guitarra com K. K. Downing, combinados ao vocal de Rob Halford, viraram referência no heavy metal, mantendo o nome da banda relevante até os dias de hoje.

Fonte: UOL