Coletânea em tributo à psicodelia brasileira reúne 14 bandas de todo país

Em homenagem às cinco décadas de história da música psicodélica no Brasil, o selo Miniestéreo da Contracultura organizou uma nova coletânea chamada Tributo à Psicodelia Brasileira, que foi idealizada pelo Psico BR Discos & Posters da Psicodelia Brasileira.

Ao todo, 14 bandas se uniram nesse projeto que traz novas versões da composições clássicas do gênero. O grupo paulista BIKE, por exemplo, interpreta “Burro Cor De Rosa”, do Serguei; já a banda de Brasília Rios Voadores abre o disco com “Cultura e Civilização”, da Gal Costa; os gaúchos da Catavento tocam “Fobus In Totum”, do obscuro grupo Os Leif´s (em que Pepeu Gomes tocava antes d’Os Novos Baianos); e o recifense Juvenil Silva se une aos Verdes Valterianos para fazer uma versão de “L.S.D.”, do Fábio. A única faixa autoral da colêtanea é “Ácido”, do Molodoys, que fecha o álbum.

Rita Lee, Ronnie Von, Novos Baianos, A Bolha, Módulo 1000, Os Brazões, Som Imaginário e Ave Sangria também foram homenageados no disco.

Ouça: Tributo à Psicodelia Brasileira