Axl Rose acha irônico comícios utilizarem músicas do Guns N´Roses

Axl Rose é um dos maiores representantes da classe artística dos Estados Unidos que se opõe ao presidente Donald Trump. No entanto, as músicas do Guns N’ Roses continuam sendo executadas nos comícios do político por todo o país. No último domingo (4) o cantor utilizou o Twitter pra explicar que a equipe de Trump tem utilizado “brechas da lei” para poder tocar as canções sem receber penalizações.

Nós enviamos um pedido formal para que nossas músicas não sejam utilizadas em comícios ou eventos associados a Trump… Infelizmente, a equipe dele se ampara em licenças de reprodução sem o consentimento do artista”, esclareceu o líder do Guns N´Roses.

Centro de Cultura Ordovás sedia bate-papo sobre drogas, em Caxias

O músico ainda brincou com a situação:

Pessoalmente, gosto da ironia de ter apoiantes do Trump ouvindo uma música anti-Trump nos seus comícios, mas creio que muitos não se importam com isso”, disse Axl.

As músicas do Guns tocadas nos eventos de Trump parecem mesmo agradar o político, que tudo indica ser fã da banda de Axl Rose. Numa foto compartilhada por Doug Goldstein, ex-empresário do Guns N’ Roses, o atual presidente norte-americano aparece nos bastidores de um show da banda no Madison Square Garden de Nova York, em 1991. Até então só existiam rumores que o então mega empresário tivesse comparecido ao show, mas não havia nenhuma prova concreta. Nos últimos meses, segundo apurou a Rolling Stone, artistas como Pharrell Williams e Steven Tyler ameaçaram uma ação legal por causa do uso não autorizado de suas músicas por candidatos que apoiam Trump nas eleições americanas.

Fonte: Rádio Rock | Foto: Divulgação