Caxias - Bento - Vacaria



App’s

×××
Baixe a UCSFM no seu smartphone ou tablet
app-google-play
app-APPLE-STORE


Ouça aqui

×××
escolha a rádio que deseja ouvir


Blog

×××
  • Impulsionada pelo Arctic Monkeys, venda de vinis atinge maior marca desde 1996 no Reino Unido


    Graças aos lançamentos de nomes como Arctic Monkeys e David Bowie, a venda de vinis neste ano no Reino Unido ultrapassou a marca do milhão. O número não era atingido na terra da rainha desde 1996, quando o Britpop mostrava sua força e 1.083.260 bolachões foram comercializados.

    De acordo com a BPI (British Phonographic Industry), AM, do Arctic Monkeys lançado em 2013, foi o vinil mais vendido do ano. Nothing Has Changed, compilação de David Bowie, atualmente é o LP com mais vendas no território britânico. Além dos lançamentos, a BPI afirmou que o Record Store Day, dia que celebra a produção musical independente no país, também impulsionou o retorno do formato.

    Outro nome importante para o bom momento dos vinis é o Pink Floyd. The Endless River, novo álbum do grupo, vendeu seis mil cópias na primeira semana, representando o melhor desempenho comercial de um vinil nos primeiros sete dias desde 1997. Em 2013, 780.674 unidades do produtos foram comercializadas no Reino Unido.

    Ainda que passe por um momento bom, os bolachões representam apenas cerca de 2% do material musical vendido em território britânico. O resto é compartilhado entre CDs (64%) e álbuns digitas (34%).

  • Marillion lança disco com músicas natalinas


    A proximidade do Natal inspirou o Marillion. A banda inglesa lançou uma coletânea de músicas natalinas. O disco chamado “A Collection of Recycled Gifts” tem canções conhecidas, como “Happy Xmas (War is Over)”, de John Lennon.

    O álbum pode ser adquirido no site do grupo. Parte do dinheiro arrecadado será destinado à The Teenage Cancer Trust, instituição que ajuda crianças com câncer.

  • Vocalista do Creed diz que foi roubado e que está passando fome


    Scott Stapp, vocalista da banda Creed, divulgou um vídeo na última quarta-feira (24), na página da banda no Facebook, com um desabafo sobre sua atual situação financeira.

    No início do vídeo, Scott nega que teria voltado a se envolver com drogas. “Estou tão sóbrio quanto possível”, afirmou o músico que teve problemas com álcool e drogas em meados dos anos 2000.

    Durante o relato de 15 minutos, o cantor diz que foi roubado por membros da gravadora e pessoas que deveriam cuidar de seus direitos autorais. Em seguida, a receita federal dos Estados Unidos congelou as suas contas bancárias por irregularidades em pagamentos de impostos. Ele diz ter ficado completamente sem dinheiro e ter passado dois dias sem comer, até ser internado por desnutrição.

    Scott diz ter passado algumas noites em sua caminhonete e que gravou esse vídeo em um hotel Holiday Inn, rede de hotéis econômica. “Não quero me fazer de vítima e não quero que tenham pena. Só digo a verdade sobre o que se passa na minha vida”, disse.

    O Creed foi uma das bandas mais populares no final dos anos 90 e início dos anos 2000, com músicas como “With Arms Wide Open” e “My Sacrifice”. Apesar da popularidade na época, o grupo não conseguiu se manter o sucesso alguns anos depois. Seu último trabalho foi “Full Circle”. de 2009.

  • Ed Sheeran anuncia duas apresentações no Brasil em 2015


    O músico Ed Sheeran anunciou, nesta quinta-feira 27), que virá fazer shows no Brasil em 2015. Sheeran se apresentará em São Paulo, no dia 28 de abril, no Espaço das Américas; e no Rio de Janeiro, no dia 30 do mesmo mês, na HSBC Arena.

    Os ingressos serão vendidos no site da Livepass, a partir de 1 de dezembro para a primeira data; e às 10h do dia 3 de dezembro, para a segunda.

  • Bon Jovi fecha as portas da banda para Richie Sambora


    Depois de mais de um ano afastado de suas funções como guitarrista da banda Bon Jovi, o músico Richie Sambora está cada vez mais longe do antigo emprego. Em entrevistas recentes, o vocalista Jon Bon Jovi tem indicado a saída definitiva de Sambora.

    Em conversa recente com o radialista Pierre Robert, da rádio WMMR-FM, Jon mais uma vez afirmou “não guardar mágoas” de Richie. Contudo, segundo o vocalista, a volta do ex-companheiro não seria tão simples quanto parece.

    “Ele poderia até voltar. Porém, David, Tico e eu seríamos forçados a aceitar a volta dele. Depois de um ano e meio e você perde 80 shows… eu não acho que seja possível”, sentenciou.

    Sobre a decisão de continuar com a banda sem Richie, Jon deu a entender que a ausência do guitarrista não é motivo para crises. “Não havia chance nenhuma de eu acabar com a banda. Por que é que David, Tico ou eu teríamos que sofrer? A gravadora e as empresas que organizam as turnês pouco se importam [com a saída de Sambora]. Tá tudo bem. Não é nenhum problema”, revelou.

    Fonte cifra club news

  • Sting tentará salvar musical da Broadway atuando


    Sting não vai deixar “The Last Ship” (o último navio) naufragar sem lutar. O ex-líder do Police, que compôs a trilha sonora para o musical da Broadway – cujo cenário é a sua cidade natal, no norte da Inglaterra –, fará parte do elenco, em uma tentativa de dar um impulso à bilheteria da produção, que custou 15 milhões de dólares.

    Uma matéria publicada no domingo, no “The New York Times”, confirmou a decisão, que já vinha sendo especulada. O relato inicial indicava também que Sting iria renunciar aos royalties do musical para tentar manter os custos de funcionamento baixos e ajudar os produtores.

    Sting se juntará à produção no dia 9 de dezembro e deverá ficar até o dia 10 de janeiro, cobrindo a época mais movimentada do ano para peças da Broadway. O cantor interpretará o chefe de estaleiro Jackie White, papel que hoje é do cantor e compositor Jimmy Nail. A última vez que Sting esteve na Broadway foi quando interpretou o personagem Macheath, na produção de “A Ópera dos Três Vinténs”, em 1989.

    Depois da temporada de “teste” em Chicago, o musical começou a apresentar prévias no dia 29 de setembro, no teatro Neil Simon, na Broadway, e foi oficialmente estreado no dia 26 de outubro. Mas, desde então, não tem conseguido fazer nem 60 mil dólares por semana. O “New York Times” estima que o custo de funcionamento semanal do show seja de, pelo menos, 625 mil dólares. A presença de uma estrela da indústria musical tem o histórico de causar um impacto positivo na bilheteria, talvez duradoura.



Contato

×××
Digite aqui seu nome Digite aqui seu e-mail Digite aqui sua mensagem Você é bom em matemática?


×××

UCSFM Caxias do Sul – Rua Francisco Getúlio Vargas, nº 1130, Bairro Petrópolis – Fones: 54 3218 2194 e 54 3218 2568 (estúdio)
UCSFM Bento Gonçalves – Alameda João Dal Sasso, nº 800 – Fones: 54 3449-5200 e 54 3449 5210 (estúdio)
UCSFM Vacaria – Avenida Presidente Kennedy, 2020, Bloco 1 Bairro Vitória – Fones: 54 3231 8100 e 54 3231 8105 (estúdio)